"A logística reversa é processo de planejamento, implementação e controle do fluxo dos resíduos de pós-consumo e pós-venda e seu fluxo de informação do ponto de consumo até o ponto de origem, com o objetivo de recuperar valor ou realizar um descarte adequado. Desta forma, contribuindo para a consolidação do conceito de sustentabilidade no ambiente empresarial, apoiada nos conceitos de desenvolvimento ambiental, social e econômico. " (Patricia Guarnieri)



Crédito da imagem: jscreationzs / FreeDigitalPhotos.net

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Você já ouvir falar da "Electronic Wasteland" ? Conheça um dos lugares mais tóxicos e poluídos do Planeta Terra

Este documentário produzido para o programa "60 minutes" da CBS News, relatado por Scott Pelley nos mostra para onde vão os milhões de computadores, monitores, celulares e tantos outros eletrônicos que são descartados pela sociedade, e se tornam "e-waste" ou "resíduos eletrônicos".
Através deste vídeo nós vamos conhecer um dos lugares mais tóxicos do Planeta Terra, um lugar que os governantes e a sociedade em geral não querem ver.  É uma cidade na China, chamada Victoria Harbour, um lugar  onde já não se encontra mais ar puro e água potável, chamada "Electronic Wasteland". Conforme Scott Pelley relata, a maioria deste "veneno" despejado nesta cidade vêm das casas, escolas e empresas dos países desenvolvidos.

PARA ASSISTIR CLIQUE NO VÍDEO


O vídeo têm início com a imagem de resíduos eletrônicos queimando a céu aberto e também nos mostra que há o interesse de muitas pessoas de que este lugar permaneça em segredo. Além disso nos alerta das consequências do consumismo exagerado, do processo comprar - descartar - comprar, no qual estamos inseridos tendo em vista a ânsia dos consumidores por novas tecnologias e novos produtos e também devido aos fortes apelos de marketing das grandes empresas.  Cada vez mais os produtos tem seu ciclo de vida reduzido e tornam-se obsoletos mais rapidamente, o que dificulta seu reparo, nos impelindo a comprar produtos novos.
Os resíduos resultantes dos componentes eletrônicos são altamente tóxicos, pois contém metais pesados como cádmio, cobre, chumbo, mercúrio e outras substâncias que causam doenças como osteoporose, câncer, acidente vascular cerebral, doenças renais,síndrome do pânico e anemia.
O documentário nos mostra que toneladas de eletrônicos são carregados em containers nos EUA e seguem para Victoria Harbour - Hong Kong/China onde são desmontados manualmente por pessoas sem treinamento específico e sem qualquer item de segurança, para extrair os metais preciosos como ouro, prata e cobre, os componentes são derretidos a céu aberto, neste processo também são incinerados plásticos, este processo libera dioxinas e metais pesados na atmosfera, altamente danosas à saúde, os rejeitos são despejados sem qualquer critério e contaminam solo e águas.
Este caso é similar ao caso de outra cidade chinesa chamada Guiyu, sobre a qual postei uma matéria aqui no blog. Para ler a matéria sobre Guiyu CLIQUE AQUI
O documentário nos mostra as consequências da Obsolescência Planejada, sobre a qual postei uma matéria ontem aqui no blog também. Para ler a matéria sobre obsolescência planejada CLIQUE AQUI
Estes dois casos de cidades chinesas são apenas um exemplo do que ocorre com diversas cidades pelo mundo, mais especificamente na China, Índia e África e eu pergunto: Por quê justamente nestes países?
E respondo: Simplesmente porque as legislações ambientais nestes países não são restritivas e permitem que empresas como esta apresentada no vídeo e mais de 40 nos EUA, sem falar das empresas européias, enviem "lixo", para países em desenvolvimento e resolvam o seu problema de gestão de resíduos. 
Estes países desenvolvidos já passaram pelo caos ambiental, não tem condições de suportar todos os resíduos que geram e por isso, os países em desenvolvimento são perfeitos para resolver esta situação. E o pior é que ainda há pessoas que acreditam que estes países que agem desta forma são "bonzinhos", pois estão enviando "material reciclável" para os países pobres e proporcionando  oportunidades de geração de renda para a população. Será??! 
Como seria a situação se eles não tivessem mais a "válvula de escape" (países em desenvolvimento) para despejar seus resíduos?? Será que o consumismo ocorreria da mesma forma? 
Fale a pena refletir sobre este assunto...

Por: Patricia Guarnieri para o Blog Logística Reversa e Sustentabilidade

Crédito do vídeo:  CBS News - Programa 60 minutes

Nenhum comentário:

Postar um comentário