"A logística reversa é processo de planejamento, implementação e controle do fluxo dos resíduos de pós-consumo e pós-venda e seu fluxo de informação do ponto de consumo até o ponto de origem, com o objetivo de recuperar valor ou realizar um descarte adequado. Desta forma, contribuindo para a consolidação do conceito de sustentabilidade no ambiente empresarial, apoiada nos conceitos de desenvolvimento ambiental, social e econômico. " (Patricia Guarnieri)



Crédito da imagem: jscreationzs / FreeDigitalPhotos.net

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

O que é logística Reversa? Saiba mais sobre este assunto...

Inicio este artigo explicando primeiramente o que é a logística direta, pois sem entendermos este conceito, a logística reversa se torna um pouco abstrata. A logística direta é responsável pela administração de produtos, serviços e informações desde o fornecedor até o cliente final, possibilitando que o cliente receba o produto certo, na hora certa, na quantidade certa e com o menor custo possível. Desta forma as empresas conseguem obter uma vantagem competitiva frente a seus concorrentes, atendendo bem o cliente e evitando custos desnecessários. Hoje em dia, ela não é mais uma opção, é simplesmente “essencial” nos negócios.
No entanto devemos considerar que, depois que o consumidor final usa o produto, gera resíduos de pós-consumo (no final de sua vida util, ex: embalagens, eletrodomésticos obsoletos/estragados, carros que não tem mais valor de mercado, resíduos industriais,etc) e resíduos de pós-venda (produtos que tiveram pouco ou nenhum uso, por problemas comerciais, devoluções, garantias, obsolescência, etc). Então eu pergunto:
O que fazer com estes resíduos? simplesmente jogar em um aterro sanitário ou em lixões?
Definitivamente isso não é mais possível!
Quem descarta lixo de forma irresponsável no meio ambiente pode ser multado e até preso por estar incorrendo em crime ambiental, de acordo com a Lei de Crimes Ambientais 9.605/98 que prevê as penalidades para quem comete crimes contra o meio ambiente. Além disso, de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), Lei 12.305/2010 a qual foi sancionada após 21 anos de tramitação no Congresso Nacional, o descarte inadequado de resíduos sólidos também fica sujeito à penalidades estabelecidas em Lei.
A PNRS estabelece a obrigatoriedade da logística reversa de alguns tipos de resíduos, como: pilhas, baterias, Lâmpadas, embalagens de agrotóxicos, óleo lubrificante e embalagens, eletroeletrônicos e também embalagens diversas. Além disso estabelece que até 2014 haverá o fim dos lixões e a implementação efetiva da coleta seletiva, que ocorrerá com o apoio de cooperativa de catadores e, a responsabilidade compartilhada entre todos os atores responsáveis pela geração de resíduos (fabricantes, atacadistas, varejistas, importadores, Poder Público e consumidores finais). Portanto, as empresas e o Poder Público possuem responsabilidade na gestão de resíduos, mas nós cidadãoe e consumidores finais também.
Desta forma, devemos separar o lixo seco do úmido, para possibilitar sua revalorização e, devemos descartar os resíduos citados na Lei de forma adequada nos canais reversos que serão implementados pelas empresas e também pelo Poder Público. Cabe ressaltar que o cidadão que descartar os resíduos inadequadamente será multado. A multa para os cidadãos que descumprirem a lei pode variar de R$50 a R$500.
Além disso, é claro que as empresas que descartarem seus resíduos inadequadamente também serão multadas e também terão sua imagem corporativa prejudicada, pois devido a uma crescente consciência ecológica dos consumidores, empresa que causa impacto negativo ao meio ambiente, não é uma boa fornecedora de bens e serviços, sendo assim essas empresas perdem uma boa parcela de mercado.
Então, aí entra o papel da Logística Reversa, é ela que operacionaliza o retorno dos resíduos de pós-consumo e pós-venda ao ambiente produtivo e/ou de negócios, agregando valor ambiental, logístico, financeiro e legal às empresas que a adotam. As formas de operacionalizar o retorno dos resíduos depende da viabilidade econômica e do objetivo/foco da empresa, os resíduos podem ser vendidos para o mercado secundário, reciclados, reutilizados, incinerados para gerar energia, descartados em aterros corretos, desmontados e vendidos em partes, etc.
Muitos confundem a Logística Reversa com a Logística Verde, a qual tem um conceito um pouco diferente. Enquanto a Logística Reversa trata dos residuos após terem sido gerados a Logística Verde tem como objetivo principal objetivo atender aos princípios de sustentabilidade ambiental como o da produção limpa, onde a responsabilidade é do “berço à cova” ou seja, quem produz deve responsabilizar-se também pelo destino final dos produtos gerados, de forma a reduzir o impacto ambiental que eles causam. A produção limpa prevê que sejam gerados menos resíduos ao final do processo produtivo, ou seja, há um planejamento anterior à produção para que hajam menos refugos e rejeitos e além disso, procura implementar a utilização de materiais nos processos produtivos que sejam menos prejudiciais ao meio ambiente e mais fácil de se reciclar e se decompor no meio ambiente.
Além disso, a Logística Verde ainda deve prever como receber de volta os resíduos gerados pelo cliente, pois como disse acima a responsabilidade é do “berço à cova”, um exemplo seriam as embalagens de agrotóxicos, que são recolhidas à indústria para depois serem recicladas (este é um processo bem estruturado). Portanto podemos considerar que a logística reversa é uma parte da logística verde.
Ambas necessitam, mais do que processos gerenciais, um processo de conscientização do consumidor e de educação ambiental, veja por exemplo, a propaganda veiculada na mídia brasileira sobre a tríplice lavagem das embalagens de agrotóxicos, a qual foi iniciativa da cadeia produtiva dos agrotóxicos, estimulada por uma resolução do Conama.
Ainda é importante ressaltar que a maior dificuldade relativa à logística reversa está nos altos custos de coleta e transporte dos resíduos, o que gira em torno de 60% dos custos totais, de acordo com um estudo realizado pelo Conselho de Logística Reversa do Brasil. Desta forma para que haja uma boa gerência da logística reversa, é essencial o planejamento desta atividade, que engloba o conhecimento detalhado da situação de geração, volume, tipo e condições dos resíduos; além do envolvimento de fabricantes, revendedores, comerciantes, operadores logísticos a fim de criar uma estrutura adequada e viável economicamente para o retorno destes resíduos; deve-se também estudar a utilização de ferramentas da logística direta já existentes para otimizar os processos de coleta e transporte dos resíduos. Após feito isso, é necessário analisar qual é o melhor canal para o resíduo ser revalorizado, se pelo reúso, remanufatura, reciclagem, venda ao mercado secundário, incineração ou descarte final. Tudo isso deve ser realizado analisando-se a viabilidade econômica e financeira.
Para concluir, ressalto que atualmente a implementação da logística reversa no ambiente empresarial não é mais uma questão de opção. As empresas devem implementá-la para atender o disposto na PNRS. Porém, acrescento que existem diversos benefícios com a adoção desta estratégia no ambiente empresarial. Tratarei deste assunto no meu próximo artigo.

Por: Patrícia Guarnieri para o site Eco Inteligência

21 comentários:

  1. Olá, meu nome é Vítor, sou aluno do Curso de Direito e gostaria de saber se a Sra. pensa ser viável para um trabalho final de graduação do meu curso o assunto Logística Reversa. Se há alguma conexão entre os assuntos. Se houver, peço-lhe por favor sua opinião e alguma sugestão.
    Confesso que me surgiu a ideia de trabalhar este assunto após assistir ao filme/documentário sobre a obsolescência programada. Lembro que o tema "logística reversa" não foi muito abordado na disciplina de Direito Ambiental, mas acredito ser algo extremamente interessante. Cursei esta disciplina antes da aprovação da Lei 12.305/2010. Talvez, por isso, não houve tanta repercussão. Enfim, acredito no potencial dessas duas áreas, além de outras que possam estar associadas. Muito obrigado e parabéns pela iniciativa do Blog.

    ResponderExcluir
  2. Olá Vitor, tudo bem?
    Obrigada pelo comentário.Com certeza é viável, você pode focar exatamente na Lei 12.305/10 e decreto federal 7404/10, os aspectos jurídicos não têm sido muito explorados em trabalhos de conclusão de curso.
    SE quiser posso enviar materiais sobre o assunto no seu e-mail, além disso convido-o a conhecer meu livro publicado sobre o assunto, o qual possui um capítulo sobre a PNRS, vc pode visualizar as primeiras páginas e se tiver interesse adquirí-lo no site da editora, basta clicar na imagem do livro no topo desta página e será redirecionado. Se quiser materiais me informe seu e-mail ok?
    Abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, gostaria muito de receber seus materiais. E vou sim providenciar a sua obra, pois me parece muito interessante, atual e necessária para desenvolvimento do meu trabalho.

      Meu email>>> vidamaj@hotmail.com

      Mais uma vez obrigado!!

      Excluir
  3. Oi Patrícia, me chamo Fabio. Adorei seu blog; é incrivelmente esclarecedor e interessante e certamente vou adquirir seu livro para interação e aprofundamento no tema LR. Mas estou sendo desafiado no trabalho a provar que a LR se caracteriza em redução de resíduos para a empresa. Tá difícil defender a tese de que ao praticar a LR com resíduos industriais como baterias e embalagens de lubrificantes, estaríamos reduzindo a quantidade de resíduos perigosos. Você vê a LR como uma forma de reduzir resíduos perigosos? fabiogorayeb@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Fabio, tudo bem?
    Obrigada pelo seu comentário e interesse pelo meu livro. Na verdade a logística reversa atua depois da geração de resíduos, e procura reinserí-los novamente no ambiente de negócios e/ou produtivo através da coleta, reciclagem, reuso, remanufatura, incineração, entre outros meios. No caso de pilhas e baterias, existe uma legislação do CONAMA específica que proíbe o descarte inadequado em aterros. Desta forma, as empresas são obrigadas a gerenciar o retorno desses resíduos, existem várias formas de agregar valor, no livro especifico estes processos.
    Att,

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Patrícia!
    Antes de tudo, parabéns pelo site, é muito interessante.
    Sou professora de um curso Técnico de Logística e gostaria de saber como faço para receber seus materiais para que eu possa ter um melhor aprofundamento e melhorar minhas aulas.
    Meu email é : eveline.0312@hotmail.com
    Obirgada desde já e Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Eveline, tudo bem?
      Primeiramente agradeço pelo seu comentário e visita no blog! :-)
      Eu enviei alguns materiais no seu e-mail, caso necessite de algo mais específico, sobre algum tipo de resíduo basta solicitar.
      Também disponibilizo materiais no menu do topo da página, dê uma navegadinha, talvez seja útil.
      Abraços e que Deus te abençoe também!!

      Excluir
  6. Boa noite Patrícia, tudo bem?
    Estou fazendo TCC sobre o uso da LR em uma emissora de televisão e gostaria de saber se vc teria algum material sobre reaproveitamento de isopor.
    meu email é lfelipe_88@hotmail.com
    obrigado

    ResponderExcluir
  7. Bom dia Patrícia,adorei o blog,e estou fazendo TTC sobre a Logistica reversa do isopor.Gostaria de saber se vc tem algum materia que possa me ajudar nesse trabalho.Obrigada
    danitopmartins@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Patricia gostei muito do seu blog, a empresa em que trabalho está com um desafio de implantação da gestão ambiental e o problema maior é a destinação do resíduo gerado. Um abraço.

    Ailton Silva

    ResponderExcluir
  9. Boa noite!

    Patricia, adorei o blog, estarei fazendo o TCC em Logística Reversa, gostaria de saber se você teria como enviar-me material de apoio para pesquisa. Com relação ao assunto, gostaria de saber se quais temas dentro do assunto Logística reversa é melhor para encontrar material, apesar de já ser praticada a muitos anos por várias empresas é um assunto pouco difundido. Aguardo retorno, segue meu e-mail caso possa encaminhar o material. franciscascardoso@gmail.com

    Grata

    Francisca Cardoso.

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde Francisca,
    Obrigada pelo seu comentário!
    Enviei alguns materiais no seu e-mail, espero que sejam úteis. Quanto aos temas mais pesquisados, com certeza se referem aos resíduos pós-consumo: PET, pneus, pilhas e baterias, plástico, vidro, alumínio, etc. Mas seria legal você tentar pesquisar algo pouco explorado, para contribuir com a área ok? Boa sorte em sua pesquisa! abçs

    ResponderExcluir
  11. Bom dia Patricia, parabéns pelo seu blog! estou com um desafio aqui na empresa em relação a esse assunto e gostaria da sua ajuda, pois sou estagiário na área de meio ambiente minha superior me pediu que eu me aprofundasse no assunto mais estou meio perdido. o que realmente é a logística reversa? por onde devo começar?
    abraços e desde já agradeço.

    ResponderExcluir
  12. Boa Tarde Patricia!

    Estou fazendo meu TCC sobre Logística Reversa e percebi que não tem muitas doutrinas sobre esse assunto.....Se puder me ajudar e mandar alguns materiais para meu e-mail, agradeço muito....

    e-mail: patriciaps14@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde Patricia,
    Enviei alguns materiais no seu e-mail.Espero que sejam úteis. Além disso,solicito que verifique o menu no topo da página do blog, há indicações de livros, sites para baixar materiais grátis e links úteis. Boa sorte em sua pesquisa!

    ResponderExcluir
  14. Boa tarde,
    Creio que esta postagem, pode esclarecer algumas dúvidas sobre Logística Reversa, mas caso ainda tenha dúvidas, você pode acessar o menu no topo da página e baixar materiais sobre o assunto, gratuitamente. O meu livro apresenta de forma clara todos os aspectos envolvidos no tema. Também no topo da página você pode acessá-lo.
    Obrigada pelo seu comentário.

    ResponderExcluir
  15. Bom dia Patricia,
    Gostei muito do seu blog, muito interessante.
    Estou fazendo meu TCC sobre Logística reversa, não tenho muito conhecimento pratico do assunto, se possível me ajudar com alguns materiais ficarei agradecido.
    Segue meu email: jean_amorim_s@yahoo.com.br

    Att,
    Jean Amorim

    ResponderExcluir
  16. Olá Jean, tudo bem?
    Obrigada pelo comentário. Enviei diversos materiais no seu e-mail, espero que sejam úteis. O ideal é que você leia esses materiais para tentar encontrar o foco da sua pesquisa ok?
    Att,
    Patricia

    ResponderExcluir
  17. Olá Patricia...
    Não sei se verás esse comentário...
    Mais escolhi a logistica reversa como tema de meu tcc...
    Se puder me enviar alguns materiais...fico mto grata...
    Seu livro parece ser excelente...
    Já estou querendo adquiri-lo...
    Aguardo um contato... jess.montalvao@hotmail.com

    ResponderExcluir
  18. Ola Patricia!

    Sou professor de curso técnico de Logística e Administração.
    gostaria se possível enviasse materiais para o meu Email para enriquecer as minhas aulas,
    Desde já agradeço a atenção.

    Reginaldo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Reginaldo, boa tarde. Agradeço seu comentário. Todos os materiais que você requisita estão à disposição no próprio blog, link para artigos, livros, sites úteis, legislações, meus artigos publicados, matérias e novidades sobre o tema. Basta navegar nas abas do menu no topo da página.
      Profa. Dra. Patricia Guarnieri
      Universidade de Brasília

      Excluir