"A logística reversa é processo de planejamento, implementação e controle do fluxo dos resíduos de pós-consumo e pós-venda e seu fluxo de informação do ponto de consumo até o ponto de origem, com o objetivo de recuperar valor ou realizar um descarte adequado. Desta forma, contribuindo para a consolidação do conceito de sustentabilidade no ambiente empresarial, apoiada nos conceitos de desenvolvimento ambiental, social e econômico. " (Patricia Guarnieri)



Crédito da imagem: jscreationzs / FreeDigitalPhotos.net

domingo, 8 de maio de 2011

Puma Sports pretende eliminar caixas de sapato de papelão até meados de 2011

A fabricante de equipamentos esportivos alemã, Puma Sports, lançou um iniciativa para reduzir emissão de carbono e cortar em 60% o uso de água, combustível e matéria prima que incluiu a substituição, em meados de 2011, das caixas de sapato e papel interno pela 'Sacolinha Esperto' ('Clever Little Bag' em inglês) criada pelo designer Yves Béhar, a empresa anunciou em um evento em Londres, Reino Unido.
Segundo a empresa, a sacola é feita de um material que protege amplamente os produtos desde a fábrica até a casa do consumidor, eliminado também sacolas plásticas no varejo e ajudando o usuário a guardar o sapato.
De acordo com a empresa, isso deve resultar em uma redução anual de 8.500 toneladas de papel, 20 milhões de Megajoules de eletricidade e 1 milhão de litros de água e diesel no processo de manufatura e distribuição dos produtos.
Clever Little Bag da Puma
"Esperamos que outras empresas de varejo sigam o exemplo", disse Béhar.
A empresa vai também orientar as lojas próprias as substituir as sacolas de plástico convencional e de papel por sacolas de material biodegradável. A empresa disse que isso dever resultar numa economia de 192 toneladas de plásticos e 293 toneladas de papel por ano.
A redução do uso de papel vai atingir também os escritórios e o grupo informou que todo o uso de papel remanescente será compensado por plantio de árvores.
As mudanças fazem parte de um extenso programa para atender a convenção internacional de sustentabilidade nos negócios chamado de 360 Sustainability Program. O programa prevê mudanças nos produtos e processos de pordução para que, até 2015, 50% de tudo que a empresa fabrica esteja de acordo com melhores padõres de sustentabilidade.
A empresa anunciou metas para reduzir em 25% emissões de CO2, energia, água e resíduos no período. Isso vai ser feito por meio de um profunda revisão de todo o seu sistema de logística, transporte e da cadeia de fornecedores. A empresa não informou o quanto vai investir nesta iniciativa.

Por: Alexandre Spatuzza

Nenhum comentário:

Postar um comentário