"A logística reversa é processo de planejamento, implementação e controle do fluxo dos resíduos de pós-consumo e pós-venda e seu fluxo de informação do ponto de consumo até o ponto de origem, com o objetivo de recuperar valor ou realizar um descarte adequado. Desta forma, contribuindo para a consolidação do conceito de sustentabilidade no ambiente empresarial, apoiada nos conceitos de desenvolvimento ambiental, social e econômico. " (Patricia Guarnieri)



Crédito da imagem: jscreationzs / FreeDigitalPhotos.net

domingo, 13 de junho de 2010

Caixa diz que tem recursos suficientes para atender toda a demanda pela nova Linha Ecoeficiência

A Caixa Econômica Federal (CEF) reduziu os juros e aumentou o prazo do financiamento para a aquisição de aquecedores solares, maquinas e equipamentos para reciclagem tratamento de resíduos sólidos e efluente líquidos, filtragem, tratamento de água e troca de equipamentos por mais eficientes por empresas de todos os portes.
Além de oferecer a possibilidade de carência de seis meses nova linha, chamada de Bens de Consumo Duráveis (BCD–PJ) Ecoeficiência, tem juros entre 1,29% e 1,92% + TR ao mês e prazo máximo de 54 meses. Isso se compara a juros de 1,6% a 2%, prazo máximo de 36 meses, sem carência, do BCD-PJ convencional, informou o superintendente nacional de Médias e Grandes Empresas da Caixa, Dário Castro de Araújo.
Apesar de não ter meta de volume de empréstimos, Araújo garantiu que haverá recursos suficientes para atender a demanda que, segundo ele, deve vir principalmente de pequenas e médias indústrias do setor têxtil e pequenas metalúrgicas. "É mais uma opção que os bancos públicos oferecem para as empresas melhorarem a gestão de eficiência energética e dos recursos naturais," disse.
Além da Caixa, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Banco do Brasil oferecem linhas de crédito para programas de eficiência energética nas empresas e para compra de equipamentos para o setor de reciclagem direcionadas às cooperativas de catadores. A Agência de Desenvolvimento do Estado de São Paulo também lançou recentemente uma linha especial chamada de Economia Verde para ajudar a melhorar o desempenho ambiental de péquenas e médias empresas de no estado. Até agora nenhum banco privado no Brasil reduziu juros para beneficiar ativiadades que reduzam o impacto ao meio ambiente.

Por: Alexandre Spatuzza

Fonte: http://www.revistasustentabilidade.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário