"A logística reversa é processo de planejamento, implementação e controle do fluxo dos resíduos de pós-consumo e pós-venda e seu fluxo de informação do ponto de consumo até o ponto de origem, com o objetivo de recuperar valor ou realizar um descarte adequado. Desta forma, contribuindo para a consolidação do conceito de sustentabilidade no ambiente empresarial, apoiada nos conceitos de desenvolvimento ambiental, social e econômico. " (Patricia Guarnieri)



Crédito da imagem: jscreationzs / FreeDigitalPhotos.net

sábado, 13 de março de 2010

O lixo da inovação tecnológica

Junto com a praticidade, conforto e dinamismo que acompanham os computadores, celulares, GPS e televisores, surgiu o lixo gerado a partir destes equipamentos. Com uma vida útil de cerca de cinco anos, é inadmissível o acúmulo destes materiais na natureza.O fato é que a dúvida sobre o que fazer com o aparelho eletrônico que já não desperta mais interesse de seu proprietário paira sobre a sociedade.

Por outro lado, sem informações dos perigos dos componentes químicos existentes nestes equipamentos e a maneira correta de descartá-los, muitos aparelhos eletroeletrônicos já foram — e continuam sendo — despejados nos aterros sanitários comuns, ameaçando o solo, que já não se encontra em boas condições nestes lugares.Faz-se necessário que governantes e fabricantes intercedam o quanto antes para que a situação não se transforme em um problema insolúvel. Por ano são gerados 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico, conforme informação divulgada pelo Greenpeace.

A quantidade representa 5% de todo o lixo produzido pela humanidade.Entretanto, a estimativa é que esse número aumente exponencialmente nos próximos anos. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2008, foram vendidos mais de sete milhões de computadores no Brasil. Para este ano, a expectativa é que atinja 8,5 milhões.Estimulados pelo surgimento constante de aparelhos com funções cada vez mais sofisticadas e abrangentes, consumidores trocam celulares e computadores com muita frequencia. Verifica-se que as inovações tecnológicas — positivas, por outro lado, vale citar — são também as grandes causadoras deste consumismo eletrônico desenfreado e a consequente — e por que não dizer excessiva — produção de material que se tornará lixo no futuro breve.

Para ler a notícia completa acesse:

http://clrb.com.br/noticia_117.php

2 comentários:

  1. Patrícia, boa noite, hoje estou aqui para sanar uma dúvida. Espero que possa me ajudar. Só é considerada logística reversa quando um produto faz exatamente o caminho reverso na cadeia de suprimentos, ou seja, quando retorna ao local onde foi gerado? Pergunto isso pois foi o que meu coordenador de curso disse. Pois até entao pensei em fazer meu TCC sobre o destino das caixas de papelão em supermercados, que são vendidas para a reciclagem para uma nova destinação. Ou então sobre uma associação que recolhe as garrafas pets que antes iam pro lixo e fazem vassouras para vender. Neste caso, nao estaria sendo feito exatamente o caminho reverso, mas acredito que essas atividades também sejam Logística Reversa. Peço sua explicação, visto a sua formação e conhecimento neste tema.
    Grata,
    Luciana Nunes
    lucyfla19@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá Luciana,
    Neste caso também trata-se de logística reversa, o que ocorre é que não é a empresa geradora que dará a destinação correta aos resíduos e sim repassará esta funcão para uma empresa retroprocessadora, ou seja, uma empresa especializada em reciclagem, remanufatura, etc. O ciclo da Logística reversa abrange devolver os produtos de pós-consumo e pós-venda para o ciclo produtivo (quando se gera na empresa e esta recicla, remanufatura ou reusa) ou para o ciclo de negócios (quando a empresa ou consumidores finais que geram o resíduo vendem ou doam o resíduo para que seja processado em outra empresa). Portanto, a partir do momento que se trata de resíduos ou produtos, que estão no final de sua vida útil ou foram devolvidos com uso ou sem uso, e necessitam de uma destinação correta, sem prejuízos ao meio ambiente utilizamos a logística reversa.
    Seja ela utilizada pela própria empresa geradora ou quando a empresa necessita utilizar outra empresa para completar este ciclo. A empresa repassa uma função que seria obrigação dela para outra empresa, visto que nem sempre ela tem a tecnologia e os recursos necessários para processar o resíduo corretamente, e muitas vezes não compensa financeiramente para a empresa desviar o foco do sua competência principal.
    Espero ter sanado sua dúvida.
    Se tiver dúvidas, deixe outro comentário, ok?
    Abraços e boa semana!

    ResponderExcluir