"A logística reversa é processo de planejamento, implementação e controle do fluxo dos resíduos de pós-consumo e pós-venda e seu fluxo de informação do ponto de consumo até o ponto de origem, com o objetivo de recuperar valor ou realizar um descarte adequado. Desta forma, contribuindo para a consolidação do conceito de sustentabilidade no ambiente empresarial, apoiada nos conceitos de desenvolvimento ambiental, social e econômico. " (Patricia Guarnieri)



Crédito da imagem: jscreationzs / FreeDigitalPhotos.net

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Logística Reversa e reciclagem de rolhas de cortiça em Portugal - Assista os vídeos do processo de reciclagem!

Olá pessoal,
Conheçam esta excelente iniciativa portuguesa, é um exemplo de logística reversa das rolhas de cortiça, que aproveita a estrutura existente para viabilizar o retorno dos resíduos ao ciclo produtivo. 
Em Portugal já é possível encaminhar  rolhas de cortiça para reciclagem, nos hipermercados Continente e Modelo, nos centros comerciais Dolce Vita e nos agrupamentos de Escuteiros do Corpo Nacional de Escutas. 
Esta iniciativa faz parte do projeto GREEN CORK, o qual  é um Programa de Reciclagem de Rolhas de Cortiça desenvolvido pela Quercus, em parceria com a Corticeira Amorim, o Continente e a Biological. Tem como objectivo não só a transformação das rolhas usadas noutros produtos, mas, também, com o seu esforço de reciclagem, permitir o financiamento de parte do Programa “Floresta Comum”, que utilizará exclusivamente árvores que constituem a nossa floresta autóctone, entre os quais o Sobreiro, Quercus suber.
O projeto foi construído tendo por base a utilização de circuitos de distribuição já existentes, o que permite obtermos um sistema de recolhimento das rolhas sem custos adicionais, que possibilita que todas as verbas sejam destinadas à plantação de árvores. Tudo isto sem aumentar as emissões de CO2!
As rolhas de cortiça recicladas nunca são utilizadas para produzir novas rolhas, mas têm muitas outras aplicações, que vão desde a indústria automóvel, à construção civil ou aeroespacial.
Por quê reciclar rolhas de cortiça?
A rolha de cortiça faz parte da embalagem do vinho e tal como ocorre com outras embalagens em que as tampas ou vedantes são reciclados, a rolha de cortiça também deve ser. Sem esta reciclagem não se pode defender a rolha de cortiça como um produto ecológico. Defendendo a rolha de cortiça estamos também defendendo a reutilização dos resíduos e a biodiversidade que lhe é associada.
A matéria-prima cortiça, como produto natural (que necessita de um tempo longo de crescimento) é limitada, pelo que o seu reaproveitamento não diminui a utilização da cortiça que sai das árvores, mas permite a sua utilização em outros produtos. Não serão feitas novas rolhas a partir das usadas, as rolhas serão matéria-prima para a produção de outros materiais como isolamentos de construção que substituem e se tornam mais competitivos em relação aos seus equivalentes sintéticos menos amigáveis com o  meio ambiente.
Este projeto de reciclagem contribuirá para o meio ambiente de 3 formas:
1. redução de resíduos
2. defesa da rolha de cortiça como produto plenamente ecológico e consequente reutilização dos resíduos;
3. plantação de novas árvores (espécies mediterrânicas).

Conheça o projeto GREEN CORK CLIQUE AQUI


Assista os vídeos da reciclagem das rolhas de cortiça (CLIQUE SOBRE OS VÍDEOS)








Fonte: GREEN CORK

Nenhum comentário:

Postar um comentário