"A logística reversa é processo de planejamento, implementação e controle do fluxo dos resíduos de pós-consumo e pós-venda e seu fluxo de informação do ponto de consumo até o ponto de origem, com o objetivo de recuperar valor ou realizar um descarte adequado. Desta forma, contribuindo para a consolidação do conceito de sustentabilidade no ambiente empresarial, apoiada nos conceitos de desenvolvimento ambiental, social e econômico. " (Patricia Guarnieri)



Crédito da imagem: jscreationzs / FreeDigitalPhotos.net

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Parceria entre C&C Casa e Construção, Tintas Coral e Gerdau viabilizam a logística reversa de latas de tinta pós-consumo

Olá pessoal,
Crédito da imagem: Site Embalagem Marca
Confiram mais uma iniciativa muito interessante de logística reversa implementada pela Tintas Coral (marca de tintas imobiliárias da Akzo Nobel) em parceria com A C&C Casa e Construção (rede de homecenters) e com a Gerdau (fabricante de aço). Neste caso, são envolvidos 3 atores no processo de gestão de resíduos sólidos, a C&C que vende as latas de tinta da Coral que é a fabricante e, a Gerdau por sua vez realizará o processo de reciclagem das latas de aço, possibilitando que este material seja utilizado novamente em seus processos produtivos. Este é um exemplo claro da utilização do conceito de parcerias e colaboração no gerenciamento da cadeia de suprimentos, tema que também é meu foco de pesquisa. 
Desta forma esta cadeia de suprimentos está cumprindo com o estabelecido pela Política Nacional de Resíduos Sólidos antes mesmo da obrigatoriedade de implementação. Para quem não tem conhecimento, a PNRS estabelece a responsabilidade compartilhada entre membros da cadeia de suprimentos na gestão de resíduos e os setores que não a implementarem serão penalizados legalmente. 
Como já tratei em outros posts a logística reversa só é viável economicamente se utilizarmos o conceito de parcerias entre os atores envolvidos na cadeia de suprimentos, pois desta forma, recursos são compartilhados e os custos também. De acordo com um estudo realizado pelo CLRB cerca de 50 a 60% dos custos com logística reversa se referem aos custos com transporte e realizando parcerias as empresas conseguem viabilizar o retorno dos resíduos de pós-consumo e pós-venda, aproveitando a estrutura física, de armazenagem e transporte dos parceiros. Sem estas "parcerias ou alianças" é difícil conseguir a sustentabilidade desta atividade.
Leiam a nota publicada no site: Embalagem Marca
A C&C colocou pessoas treinadas na entrada da loja e criou um espaço próprio para o recebimento e descarte das embalagens. Para o descarte, é necessário que as latas sejam de tintas imobiliárias e estejam vazias. As entregas para coleta podem ser feitas de segunda a sábado, das 8h00 às 23h00, e no domingo das 9h00 às 20h00. O primeiro posto de recolhimento fica na loja Nova Tietê da rede, localizada na Marginal Tietê, em São Paulo. Posteriormente, outras unidades da C&C participarão do programa de reciclagem.
“O objetivo da campanha é evitar que as embalagens de tinta já utilizadas se acumulem em depósitos de lixo e aterros já sobrecarregados, além de estimular práticas ecologicamente corretas em nossos clientes por meio de canais práticos e convenientes”, comenta Mauro Florio, diretor de marketing da C&C. A C&C implantou em parceria com a Tintas Coral um posto de recolhimento de latas usadas de tinta para reciclagem. O posto de recolhimento fica na loja localizada na Marginal Tietê, 7207, em São Paulo, e funciona de segunda a sábado, das 8h00 às 23h00, e no domingo das 9h00 às 20h00. 

Por: Patricia Guarnieri para o Blog Logística Reversa e Sustentabilidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário