"A logística reversa é processo de planejamento, implementação e controle do fluxo dos resíduos de pós-consumo e pós-venda e seu fluxo de informação do ponto de consumo até o ponto de origem, com o objetivo de recuperar valor ou realizar um descarte adequado. Desta forma, contribuindo para a consolidação do conceito de sustentabilidade no ambiente empresarial, apoiada nos conceitos de desenvolvimento ambiental, social e econômico. " (Patricia Guarnieri)



Crédito da imagem: jscreationzs / FreeDigitalPhotos.net

domingo, 15 de maio de 2011

Logística reversa possibilita o descarte correto de medicamentos

O que fazer com as sobras de medicamentos estando na validade ou não? Ou ainda, porque existem sobras e medicamentos vencidos? É devido a automedicação? Interrupção do tratamento? Recebeu amostra grátis? Apresentação inadequada? E o que você faz quando isso ocorre? Joga fora? Guarda? Não sabe? Talvez quem sabe o jeito seja recorrer á internet para saber o que fazer...
A verdade é que as prateleiras das residências vivem abarrotadas de medicamentos com prazos de validade vencidos e sem nenhuma utilidade. Deixam assim de cumprir sua função principal que é de manter a saúde e curar doenças. As pessoas acabam guardando visando a possibilidade de reuso ou indicação para outros usuários. Se usado vencido pode causar intoxicação por mau uso. 
O descarte de medicamentos precisa ser feito corretamente. Esse procedimento é decorrente da falta de informação sobre os perigos desse tipo de descarte e a inexistência de postos de coleta acessíveis à maioria da população. Importante ressaltar que o descarte correto de medicamentos é necessário, pois por conterem substâncias químicas, os medicamentos não ingeridos e descartados de forma inadequada - no lixo doméstico ou vaso sanitário - podem contaminar o solo, a água e oferecer riscos à saúde da população e de animais. A divulgação de trabalhos científicos relatando a presença de fármacos ou seus subprodutos em rios, lagos e águas subterrâneas, inclusive em águas já tratadas e destinadas ao consumo humano, tem demonstrado que muitas dessas substâncias podem se tornar poluentes ambientais importantes e que podem não ser totalmente removidas nas estações convencionais de tratamento de água.
Procurando pela internet mais informações sobre o assunto, vale ressaltar o trabalho realizado pela Unimed desde setembro de 2010 que com o objetivo de conscientizar os seus usuários sobre a importância de se adotar um destino correto de medicamentos vencidos lançou o projeto “Medicamento Vencido: Descarte com responsabilidade”.
Para ajudar nesta questão, o grupo Pão de Açúcar e a empresa farmacêutica Eurofarma também lançaram na cidade de São Paulo uma ação para recolher remédios descartados e dar a destinação correta a eles. Cinco lojas do grupo - três do Extra e duas do Pão de Açúcar - mantêm postos de arrecadação para receber remédios de todos os tipos, como ampolas, frascos de xarope, bisnagas e comprimidos.
Essa é uma oportunidade para propor para a sociedade uma reflexão e ainda que tímido o descarte adequado de medicamentos mostra que tem fôlego par ir longe e adquirir contorno nacional.
Referências consultadas:
Loja verde. Descarte correto de medicamentos. Disponível em:http://www.paodeacucarverde.com.br/?p=650. Acesso em 26/02/2011
Instituto Akatu. Gestão de resíduos. Disponível em:http://www.gestaoderesiduos.com.br/materias.php?id=1326. Acesso em 26/02/2011.
Serrano. Gestão de resíduos. Disponível em:http://www.gestaoderesiduos.com.br/residuo-servico-saude.php?id=696 . Acesso em 26/02/2011

Por: Diane Rodrigues, farmacêutica e mestranda em farmacoeconomia pela FMABC (Supervisão do Texto - Prof. Dr. Marcelo Polacow Bisson), adptado por Patrícia Guarnieri para o Blog Logística Reversa e Sustentabilidade


Um comentário:

  1. Olá Patrícia, muito obrigada pelas dicas que você prontamente me enviou. agora eu consigo ver uma luz no fim do túnel... rsrsrs
    Muito obrigada mesmo, e até breve, porque eu sei que posso contar com você. Forte abraço.

    Núbia.

    ResponderExcluir