"A logística reversa é processo de planejamento, implementação e controle do fluxo dos resíduos de pós-consumo e pós-venda e seu fluxo de informação do ponto de consumo até o ponto de origem, com o objetivo de recuperar valor ou realizar um descarte adequado. Desta forma, contribuindo para a consolidação do conceito de sustentabilidade no ambiente empresarial, apoiada nos conceitos de desenvolvimento ambiental, social e econômico. " (Patricia Guarnieri)



Crédito da imagem: jscreationzs / FreeDigitalPhotos.net

sábado, 12 de março de 2011

Ecobags: Não tão sustentáveis quanto se divulga

Um relatório da Agência do Meio Ambiente britânica surpreendeu os consumidores preocupados com o meio ambiente. Segundo um estudo da agência, as sacolinhas plásticas distribuídas pelos supermercados, ultimamente tachadas de vilãs, são menos prejudiciais do que as aclamadas ecobags.
O polietileno de alta densidade (Pead) usado nos sacos plásticos causa menos danos do que as sacolas reutilizáveis aderidas por supermercados de todo mundo.
O problema, segundo a agência, é o ínfimo número de vezes que as ecobags saem do armário. Uma mesma sacola de algodão precisaria ser usada todos os dias úteis do ano para ter menos impacto que os saquinhos plásticos.
Infelizmente isso não é o que acontece. A agência descobriu que o uso constante não existe entre os consumidores pesquisados. Os sacos de papel são usados só uma vez. Já os de algodão vão ao supermercado 51 vezes antes de ser descartados. O relatório diz ainda que os sacos plásticos são cerca de 200 vezes menos prejudiciais ao clima do que os de algodão.
Intitulado de “Lige Cycle Assesment of Supermarket Carrier Bags”, o estudo foi encomendado em 2005 e ainda não está totalmente pronto. Parte dele foi divulgada pelo jornal britânico “The Independent” recentemente. A publicação final será em breve.
A despeito dos resultados surpreendentes do estudo, os sacos plásticos entopem os oceanos de lixo e ameaçam a biodiversidade marinha. Só no Reino Unido são consumidos por ano seis bilhões sacolinhas. Sem falar que elas são feitas de petróleo, um recurso não renovável. O caminho para ajudar o planeta é reduzir o consumo dos plásticos. Ou levar as ecobags para passear com mais frequencia.

Fonte: Revista Época

Nenhum comentário:

Postar um comentário