"A logística reversa é processo de planejamento, implementação e controle do fluxo dos resíduos de pós-consumo e pós-venda e seu fluxo de informação do ponto de consumo até o ponto de origem, com o objetivo de recuperar valor ou realizar um descarte adequado. Desta forma, contribuindo para a consolidação do conceito de sustentabilidade no ambiente empresarial, apoiada nos conceitos de desenvolvimento ambiental, social e econômico. " (Patricia Guarnieri)



Crédito da imagem: jscreationzs / FreeDigitalPhotos.net

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Programa de coleta de lixo a vácuo

Criado pela companhia sueca Envac, o sistema automatizado é gerenciado a distância por um ou dois funcionários da prefeitura ou de empresa terceirizada
BENEFÍCIOS
Evita que o lixo fique exposto nas ruas. Reduz a necessidade de caminhões de coleta. Diminui a poluição sonora e do ar e alivia o trânsito
CUSTO
A instalação custa entre 1 milhão de euros (um edifício pequeno) e 50 milhões de euros (área residencial de 18 mil habitantes). O sistema, segundo a empresa, reduz de 30% a 40% os gastos com a coleta
APLICAÇÃO
A tecnologia estreou em 1961, em um hospital sueco. Hoje, 120 cidades em 50 países têm alguma versão do sistema. Estocolmo, Londres, Barcelona e Montreal estão implantando redes urbanas completas

1. O lixo é separado (reciclável, orgânico ou dejeto) e colocado em sacos, que são levados a escotilhas instaladas nas ruas. Novos edifícios também podem tê-las internamente. Cores ou adesivos identificam a escotilha adequada para cada tipo de lixo.
2. Em horários pré-programados, válvulas e exaustores criam uma corrente de ar na tubulação. As comportas das escotilhas são abertas para que os sacos caiam na rede, instalada a dois metros e meio abaixo da superfície.
3. Correntes de até 80 km/h transportam os sacos e só um tipo de lixo percorre o tubo em cada momento. Variações na velocidade do ar indicam entupimento. A desobstrução é feita manualmente por um funcionário.
4. Os sacos são transportados até estações de coleta, que atendem a um raio de até dois quilômetros de distância. Lá, eles são armazenados em contêineres de acordo com o tipo de resíduo. Quando um contêiner enche, ele é acoplado a um caminhão e levado para centros de processamento públicos ou privados afastados da cidade, onde é feita a destinação adequada.
5. Vidro, plástico, metal e papel são reciclados. O orgânico pode gerar biogás e abastecer usinas elétricas. O restante é incinerado para gerar energia, ou aterrado. O processo é repetido de três a quatro vezes por dia. Caso uma escotilha fique cheia antes do previsto, sensores alertam a central para realizar coletas extras.

Fonte: Época Negócios/Setor Reciclagem

2 comentários:

  1. Olá

    Eu sou a Kinha do blog AMIGA DA MODA e também estou concorrendo ao prêmio TopBlog, na categoria VARIEDADES. Vim fazer uma proposta: “UM VOTO POR UM VOTO”. Eu voto em seu blog e vc no meu. Que tal a proposta?
    Gostei do se blog e estou te seguindo. Se gostar do meu, me siga também.
    Vou aguardar a sua visita.

    http://amigadamoda.blogspot.com

    Bjo

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Gostei do seu blog também! Com certeza votarei nele! Abraços e boa sorte!

    ResponderExcluir