"A logística reversa é processo de planejamento, implementação e controle do fluxo dos resíduos de pós-consumo e pós-venda e seu fluxo de informação do ponto de consumo até o ponto de origem, com o objetivo de recuperar valor ou realizar um descarte adequado. Desta forma, contribuindo para a consolidação do conceito de sustentabilidade no ambiente empresarial, apoiada nos conceitos de desenvolvimento ambiental, social e econômico. " (Patricia Guarnieri)



Crédito da imagem: jscreationzs / FreeDigitalPhotos.net

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Divulgação de práticas ambientalmente corretas - Caso Coca-Cola Brasil

Com a nova política nacional de resíduos sólidos (Lei 12.305/2010) as empresas terão que rever seus processos e incluírem a logística reversa como atividade importante na gestão de resíduos.
Algumas empresas como a Coca-Cola já se posicionaram a respeito e divulgam suas práticas abertamente. Desta forma, além de atender a legislação vigente ganham pontos em sua imagem corporativa.
A empresa Coca-Cola Brasil alega que já investe na reciclagem e melhorias das embalagens de seus produtos, que é um dos pilares da plataforma de Sustentabilidade da empresa "Visa Positivamente". Uma prática muito interessante e que deve ser ressaltada é o apoio a 134 cooperativas no Brasil através do programa "Reciclou, Ganhou", ministrado pelo Instituto Coca-Cola Brasil, além disso reduziu o peso das embalagens e recentemente desenvolveu a PlanBottle, que é a garrafa PET composta de 30% de material vegetal. Interessantíssima! Confiram como ela é feita, clicando na imagem abaixo. 
Feita com cerca de um terço de material vegetal e com o PET tradicional, a PlantBottle é a inovação mais recente em embalagens sustentáveis. PlantBottle™ reduz a dependência de recursos não renováveis e é totalmente reciclável, assim como o PET tradicional. A expectativa é de se chegar a uma redução de 25% nas emissões de CO2.
A empresa ainda deixa claro que construir um modelo de política nacional demanda ações de todas as partes interessadas no tema: governo, iniciativa privada, ONGs, dentre outros, que se unem para criar um modelo que dá prioridade à reciclagem e ao destino adequado aos resíduos.
A Lei 12.305/2010, além de criar um conceito de responsabilidade compartilhada,  harmoniza as várias legislações estaduais e municipais existentes. Sem dúvida, a Política Nacional de Resíduos Sólidos aumentará a reciclagem no país e promoverá a inclusão socioeconômica dos catadores e das empresas retroprocessadoras, que movimentam um novo nicho de mercado que surgiu com a reciclagem.
É notório que as empresas terão que se adaptar à regras claras que incentivarão a busca de  soluções criativas para a redução e gestão de seus resíduos, tal como a logística reversa. Parabéns às empresas que já estão se adequando e preservando o meio ambiente!

Por: Patrícia Guarnieri

2 comentários:

  1. Cada segundo de TCC me apaixono mais por Logística Reversa... Parabéns Patricia Pelo seu Trabalho...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é muito bom Flávia! Gostar de tudo o que faz é essencial! Obrigada pelo comentário e pela visita! abçs

      Excluir