"A logística reversa é processo de planejamento, implementação e controle do fluxo dos resíduos de pós-consumo e pós-venda e seu fluxo de informação do ponto de consumo até o ponto de origem, com o objetivo de recuperar valor ou realizar um descarte adequado. Desta forma, contribuindo para a consolidação do conceito de sustentabilidade no ambiente empresarial, apoiada nos conceitos de desenvolvimento ambiental, social e econômico. " (Patricia Guarnieri)



Crédito da imagem: jscreationzs / FreeDigitalPhotos.net

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Rede ambiental Global - Made in Forest - Participem!

Made in Forest é uma rede ambiental global formada por: ONGs, eco-empresas, prestadores de eco-serviços, instituições, universidades e pessoas focadas nas causas da sustentabilidade e meio-ambiente do planeta.
A missão do Made in Forest é organizar e disponibilizar iniciativas, projetos e ações envolvendo a fauna, flora, recursos naturais e biodiversidade em todos os países do mundo. Através do intenso relacionamento gerado entre os membros da rede, o conhecimento e informação tornam-se acessíveis e úteis para toda a comunidade do globo.
O que fazemos?
Canal de comunicação AO VIVO, disponível para que ONGs / Ativistas Ecológicos/ Autoridades / Professores / Empresas e Profissionais envolvidos com a causa Ecológica e Sustentabilidade que tenham oportunidade ON LINE – via internet, para exposição profissional de SEUS PROJETOS E ATIVIDADES para audiência composta por: empresários, investidores, estudantes, jornalistas, e população em geral. Estas exposições são organizadas através de auto-inscrição no portal Made in Forest que possui tecnologia inédita em rede ambiental, que permite interação direta com o público alvo de interesse.
No Made in Forest estão organizados, para qualquer interessado - todos os agentes envolvidos com meio ambiente e sustentabilidade - num único portal, de modo a facilitar as relações de contribuição efetiva para um mundo melhor. Esta organização é estruturada para cada país, e por categoria sócio-ambiental.
Cada interessado alimenta, por si próprio: quer seja ONG, empresa com produtos ecologicamente corretos, prestadores de serviços, voluntários/ativistas, doadores, fundos de investimento, ou assinante das causas ambientais, desde que estejam de acordo com as Regras de Uso deste portal.

Fonte: Made in Forest
Disponível em: http://www.madeinforest.com/?pagina/mostrar/id/42

3 comentários:

  1. Caros, a Made in Forest agora inovou, vale a pena conferir como esta bacana a área de Reciclagem. Vejam todos os produtos e o que tem perto da sua casa em http://www.madeinforest.com/?reciclagem

    ResponderExcluir
  2. Olá Patrícia, aqui é o Felipe do trbalho sobre pneus!

    Queria tirar só uma dúvida que não ficou muito clara: quais as desvantagens de uma empresa implantar a Logística Reversa e porque elas geralmente deixam isso para empresas de reciclagem terceirizadas? Custo alto?

    Abração,

    Felipe

    ResponderExcluir
  3. Olá Felipe, tudo bem?
    Não creio que possa ser visto com uma desvantagem,e sim, talvez como uma dificuldade.
    Realmente para implementar um processo de logística reversa, a empresa deve investir um montante de recursos financeiros, e muitas vezes para ela não compensa investir em uma estrutura própria, que não é o foco do seu negócio. Devemos lembrar que todo investimento em logística a ser feito em uma empresa, tem seu retorno a longo prazo e proporciona vantagem competitiva.
    Porém, muitas vezes, mudanças pequenas podem ser implementadas, que fazem a diferença e não requerem muitos investimentos, entretanto por desconhecimento do retorno financeiro, legal, ambiental, logístico e de imagem corporativa que a logística reversa pode trazer para a empresa, esta hesita em implantá-la.
    No entanto, devemos considerar que hoje as empresas não estão em condições de escolher, se darão ou não destino correto aos resíduos, isto deve ocorrer para que a empresa não incorra em penalizações legais. (Veja o post sobre recall).
    O que se deve decidir é o canal logístico reverso a ser escolhido: venda para o mercado secundário, terceirização, reciclagem, remanufatura, desmanche, doação, incineração para geração de energia ou destinação a um aterro sanitário.
    Esta decisão dependerá da viabilidade econômica/financeira e do foco da empresa, e é claro, quais resultados a empresa espera obter com a logística reversa.
    Lhe adianto que ela terá um retorno muito satisfatório em termos de imagem corporativa, evitará penalidades legais e também terá um retorno financeiro, que por mínimo que seja é melhor do que simplesmente, jogar os resíduos no lixo.

    Espero ter esclarecido sua dúvida.

    Abraços,

    ResponderExcluir