"A logística reversa é processo de planejamento, implementação e controle do fluxo dos resíduos de pós-consumo e pós-venda e seu fluxo de informação do ponto de consumo até o ponto de origem, com o objetivo de recuperar valor ou realizar um descarte adequado. Desta forma, contribuindo para a consolidação do conceito de sustentabilidade no ambiente empresarial, apoiada nos conceitos de desenvolvimento ambiental, social e econômico. " (Patricia Guarnieri)



Crédito da imagem: jscreationzs / FreeDigitalPhotos.net

quarta-feira, 31 de março de 2010

CONAMA inaugura um processo de logística reversa de pneus, pilhas, baterias

Se adiantando à nova política, o Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) aprovou, em setembro de 2009, Resolução dispondo sobre pneus inservíveis. A aprovação inaugurou um processo de logística reversa, estabelecido na PNRS. Ficou definido que o descarte correto do produto é de responsabilidade de fabricantes e importadores.
Eles serão obrigados a coletar e dar destinação ambientalmente adequada aos pneus na proporção de um para um. Isso significa que a cada pneu novo comercializado, um deverá ser recolhido. O ato do recolhimento se dará, obrigatoriamente, no momento em que o consumidor estiver fazendo a troca de um pneu usado por um novo, sem qualquer custo para o consumidor.
Ainda de acordo com o texto aprovado, fabricantes e importadores de pneus novos, de forma compartilhada ou isoladamente, deverão implementar pontos de coleta (ecopontos) de pneus inservíveis. E nos municípios acima de 100 mil habitantes deverá haver pelo menos um ponto de coleta e armazenamento, a ser implantado num prazo máximo de um ano a partir da publicação da resolução.
Também será obrigação de fabricantes e importadores elaborar um plano de gerenciamento de coleta, armazenamento e destinação dos pneus inservíveis e comprovar junto ao Cadastro Técnico Federal (CTF), do Ibama, numa periodicidade máxima de um ano, a destinação dos inservíveis.
O Conama vem ainda aprovando inúmeras outras resoluções com objetivo de regular a correta disposição de alguns resíduos perigosos. A Resolução nº 334, por exemplo, dispõe sobre os procedimentos de licenciamento ambiental de estabelecimentos destinados ao recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos. A de nº 362, fala sobre o recolhimento, coleta e destinação final de óleo lubrificante usado ou contaminado.
A Resolução nº 401 estabelece limites máximos de chumbo, cádmio e mercúrio para pilhas e baterias comercializadas no Brasil e define critérios para seu gerenciamento ambientalmente adequado. Um Grupo de Trabalho dentro do conselho vem debatendo sobre a disposição final de lâmpadas à base de mercúrio.

Fonte: http://www.aquiacontece.com.br/index.php?pag=meio_ambiente&cod=473

5 comentários:

  1. Luiz Gustavo Pini3 de abril de 2010 13:02

    Mais uma lei aprovada para o benefício de todos. Acredito que partindo de uma lei a consciência da população pode mudar. Temos de apoiar esse tipo de iniciativa e fazer a nossa parte, descartando pneus em lugares adequados para a sua reutilização e reciclagem.


    Abraços

    Luiz Gustavo Pini

    ResponderExcluir
  2. Olá Patrícia!

    Me chamo Felipe, faço Eng de Produção e estou iniciando meu estudo de caso sobre a reciclagem de pneus...

    Tem um problema: meu professor quer um estudo de caso prático.

    Será que você pode me ajudar? O que você aconselha? Uma visita em uma empresa? Devo perguntar o que quando eu for visitar a empresa? Que site você indicaria?

    Peço sua ajuda,por favor!

    Att.,

    Felipe

    ResponderExcluir
  3. Olá Felipe, tudo bem?

    Bom... primeiramente, você deve ler algum material sobre Logística Reversa (enviei vários no seu e-mail), lá você verá como se constrói um estudo de caso, pois muitos artigos que enviei são estudos de caso.
    Acesse o site:
    http://www.cempre.org.br/fichas_tecnicas.php?lnk=ft_pneus.php
    Neste site encontrará diversas informações sobre como é feita a reciclagem de pneus, quais são as destinações, etc...
    Um estudo de caso, é a descrição de um problema de pesquisa cujo objeto é uma empresa ou mais (estudo de multicasos), então você primeiramente deve encontrar uma situação problema, por exemplo: Os pneus usados não podem ser descartados no meio ambiente, pois geram degradação, a empresa que descartar incorretamente os mesmos pode incorrer em penalização pois infringirá a legislação específica sobre descarte de pneus, que se configura como crime ambiental, caso isso ocorra além das altíssimas multas, a empresa pode ter seu estabelecimento lacrado, sem poder operar, o que gera imensos prejuízos. Por outro lado, existe um mercado secundário e outras destinações que podem resolver o problema do descarte dos pneus, além de a empresa resolver um problema ambiental, evitar multas, pode receber retorno financeiro com a venda dos pneus usados.
    O seu problema de pesquisa poderia ser algo assim: Qual a destinação que a empresa, objeto de estudo, dá aos pneus usados?
    Neste caso, você poderá perguntar diversas coisas... primeiramente deve começar com uma descrição do ramo que a empresa atua, quais são as particularidades do setor, etc... Qual é o volume descartado, se a empresa mesma recicla os pneus, ou terceiriza, ou vende para uma empresa recicladora, ou doa... quais os benefícios obtidos com a logística reversa dos pneus, etc... enfim... você deve ler o material que lhe enviei e fazer um roteiro de perguntas, de acordo com sua curiosidade a respeito do tema...
    No mesmo site encontrará empresas que trabalham com a reciclagem de pneus:
    http://www.cempre.org.br/serv_pesquisa.php
    Se preferir pode pesquisar empresas que fazem a venda e troca de pneus...
    Você deve descrever profundamente tudo o que encontrou na empresa relativo ao seu estudo de caso, ele pode ser feito com uma visita a uma empresa e entrevista direta com o responsável (o que é muito mais interessante), ou por entrevista via telefone ou ainda por e-mail.

    Espero ter ajudado,

    Qualquer dúvida, por favor poste no blog.

    ResponderExcluir
  4. Olá Patrícia!
    Gostaria de saber se você conhece alguma fonte ou pessoa que possa me orientar a respeito dos custo de pneus, quanto de lucro a LR em pneus pode gerar, quanto de multas a falta da LR pode acarretar...
    Não precisa ser valor real mas lógico.
    Felipe Tardelli

    ResponderExcluir
  5. Olá Felipe, como vai?

    Quanto aos dados que você precisa, realmente é um pouco complicado, as empresas relutam em abrir estes dados, mas procure nos artigos publicados sobre LR de pneus (há muitas formas de reutilizar os pneus, cada um gera uma receita diferente),justamente no seu trabalho de pesquisa você poderá tentar captar este tipo de informação, não existe um valor fixo (tabelado) para o valor do pneus recuperados, até mesmo porque dependerá do trabalho que é feito para recuperá-lo. O que existe é uma tabela de preços de resíduos (sem recuperação) e normalmente este valor é informado por kg. Você pode encontrar no site www.cempre.org.br

    Com relação aos valores de multa, também dependem da gravidade do impacto, isso definitivamente não é tabelado e vai da análise dos responsáveis técnicos dos Institutos Ambientais dos Estados e também do IBAMA. O que você pode fazer é pesquisar no google empresas que foram multadas e estimar este valor, através de uma faixa de valores, ok?

    No blog, por exemplo, há uma postagem que fala das empresas do ramo alimentício e de bebidas que foram multadas, dê uma olhada:

    http://patriciaguarnieri.blogspot.com/2010/04/empresas-de-refrigerantes-foram.html

    Espero ter ajudado,

    Abraços

    ResponderExcluir