"A logística reversa é processo de planejamento, implementação e controle do fluxo dos resíduos de pós-consumo e pós-venda e seu fluxo de informação do ponto de consumo até o ponto de origem, com o objetivo de recuperar valor ou realizar um descarte adequado. Desta forma, contribuindo para a consolidação do conceito de sustentabilidade no ambiente empresarial, apoiada nos conceitos de desenvolvimento ambiental, social e econômico. " (Patricia Guarnieri)



Crédito da imagem: jscreationzs / FreeDigitalPhotos.net

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Divulgação do livro CAPACIDADES ADMINISTRATIVAS NA GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS





Resultado da pesquisa dos professores Gisele Chaves e Jorge Luiz, bem como do aluno de graduação Arthur Marino. O livro 'Capacidades administrativas na gestão dos resíduos sólidos urbanos nos municípios brasileiros' traz uma contribuição para um tema desafiador ao trazer informações relevantes sobre as equipes envolvidas com a gestão de resíduos sólidos urbanos nos municípios brasileiros, evidenciando as razões para inúmeras disfunções municipais em relação à elaboração e implantação de políticas públicas a nível local, neste caso, a implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). A maior contribuição desta obra é o levantamento de informações sobre a composição das equipes municipais envolvidas com a gestão de RSU por meio de uma extensiva pesquisa de campo, o que permitiu a elaboração de um panorama sobre como os municípios estão se organizando para enfrentar os desafios da PNRS.

No âmbito do trabalho que durou pouco mais de dois anos, foi verificado como essas equipes municipais estão se organizando para enfrentar os desafios propostos pela implantação da PNRS em todo o Brasil, avaliando sua capacidade técnica e a multidisciplinaridade por meio da formação acadêmica de seus membros e lideranças. Ao fim do prazo de quatro anos para a implantação da PNRS, o sucesso de sua estruturação enquanto uma das mais modernas leis que versa sobre resíduos ao redor do mundo, não se refletiu na implantação eficaz por parte dos municípios. Mesmo os municípios que demonstraram ser capazes de viabilizar equipes e encontrar soluções para implantar planos e ações não foram capazes de chegar a resultados satisfatórios a nível local, apresentando carências de recursos financeiros e de mão-de-obra especializada. A existência de equipes municipais para resíduos sólidos por si só não se mostrou suficiente, necessitando também do comprometimento da gestão pública nos municípios para tal.

Assim, esse livro é uma contribuição inicial para um tema ainda incipiente no Brasil, quais sejam, as Capacidades Administrativas Municipais.

Essa obra contou com o apoio estudantes voluntários e bolsistas de iniciação científica, cabendo agradecimentos especiais a Lys Piovezan Tardin, Raiane de Veras Dutra e Dionefer Perim Peixoto. O grupo de Pesquisa também agradece aos auspícios fornecidos pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e pela Universidade Federal do Espírito Santo, principalmente por meio de bolsas de iniciação científica e pela disponibilização da infraestrutura necessária ao desenvolvimento da pesquisa.

O livro foi lançado pela Editora CRV na última semana de agosto e encontra-se disponível no sítio eletrônico da editora:https://www.editoracrv.com.br/index.php?f=produto_detalhes&pid=31884

Nenhum comentário:

Postar um comentário