"A logística reversa é processo de planejamento, implementação e controle do fluxo dos resíduos de pós-consumo e pós-venda e seu fluxo de informação do ponto de consumo até o ponto de origem, com o objetivo de recuperar valor ou realizar um descarte adequado. Desta forma, contribuindo para a consolidação do conceito de sustentabilidade no ambiente empresarial, apoiada nos conceitos de desenvolvimento ambiental, social e econômico. " (Patricia Guarnieri)



Crédito da imagem: jscreationzs / FreeDigitalPhotos.net

sábado, 11 de junho de 2011

Estudo comprova presença e crescimento de bactérias em sacolas retornáveis - O problema é das sacolas ou hábito dos consumidores?

Patrocinada pelo Instituto Plastivida, a conta do Facebook 'Recicle Ideias Perfil Lotado' publicou uma singela entrada dizendo que um estudo de uma universidade americana comprovou que sacolas retornáveis contêm acumulação de bactérias perigosas que causam doenças graves. Deixando apenas este comentário, e levando em conta quem patrocina a conta, isso se torna um terrorismo, pois a história completa não é esta.
A íntegra do estudo pode ser baixado aqui na Revista Sustentabilidade, que sempre primou por fazer o debate completo sem obscurecer questões importantes.
De fato, o estudo pegou amostras de sacolas retornáveis e constatou a presença - e o crescimento rápido - de culturas de bactérias como Escherichia coli (em 12% das amostras), coliformes fecais e outras bactérias genéricas encontradas em alimentos e água (cujo termo técnico em inglés é HTP Bacteria - colonias de bactérias heteromorfas). Não foram isoladas bactérias para Salmonella nem Listéria, as mais perigosas.
No entanto, o estudo é conclusivo: as bactérias aparecem nas sacolas e crescem rapidamente pelo contato com os alimentos (carnes, verduras, frutas etc in natura) e com o meio ambiente. No entanto, a contaminação é esperada, o que estudo discuto é que é mais pelo hábito de uso do que pelas propriedades das ascolas em si que o perigo surge. Apenas 3% dos usários que participaram da pesquisa lavam as sacolas regularmente e muitos carregam as sacolas nos carros onde ficam em condições que ajudam o crescimento acelerado dos micróbios.
As maioria das pessoas na amostra usam a sacola retornável uma, duas ou três vezes por semana, respectivamente, 49%, 22% e 18%.

Para ler a matéria completa CLIQUE AQUI

Por: Alexandre Spatuzza 

Nenhum comentário:

Postar um comentário