"A logística reversa é processo de planejamento, implementação e controle do fluxo dos resíduos de pós-consumo e pós-venda e seu fluxo de informação do ponto de consumo até o ponto de origem, com o objetivo de recuperar valor ou realizar um descarte adequado. Desta forma, contribuindo para a consolidação do conceito de sustentabilidade no ambiente empresarial, apoiada nos conceitos de desenvolvimento ambiental, social e econômico. " (Patricia Guarnieri)



Crédito da imagem: jscreationzs / FreeDigitalPhotos.net

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Arte com lixo eletrônico: Ricardo Salgado exporá no final deste mês (23) seus trabalhos feitos com lixo eletrônico na Unicamp

O artista plástico Ricardo Salgado, exporá no final deste mês seus trabalhos na Unicamp. Ele foi convidado pela organização “Trote da Cidadania pelo Consumo Consciente’, que recepciona os calouros da Unicamp-SP. O evento acontece todo ano e sempre com temas relacionados à cidadania, consumo e meio ambiente. Esse ano, o tema é lixo eletrônico.
O convite surgiu após uma conversa do artista com uma professora da Uenf durante a Exposição Luxo do Lixo que aconteceu em 2009 na Praça do Santíssimo Salvador em Campos dos Goytacazes. De acordo com essa professora, o trabalho de Ricardo Salgado é considerado como Logística Reversa e chamou a atenção de outros professores da mesma universidade.
Após a exposição Luxo do Lixo, o artista expôs seu trabalho durante o verão de 2010 no Farol de São Tomé, graças ao convite do Secretário de Meio Ambiente, Humberto Nobre que já conhecia o trabalho de Ricardo Salgado. O artista iniciou suas atividades artísticas há um ano e meio com o objetivo de criar e fazer algo de útil com o lixo eletrônico que havia juntado em sua residência.
Com 18 peças produzidas, Ricardo deseja: “dar minha contribuição na tentativa de melhorarmos o planeta. No início era isso, agora quero mais, quero ensinar esta técnica que desenvolvi para outras pessoas com o carregador do telefone como fonte de alimentação”.
Seus trabalhos são feitos a partir de restos de placas de computadores, aparelhos de som de diversos tipos, garrafas pet, negativos de raios X, tampas de garrafas pet, além de muitos materiais eletrônicos, e aparelhos domésticos como chapinha de cabelo, secador e uma infinidade materiais, doados por amigos que conhecem seu trabalho e o ajudam, enviando para ele sucatas desses.

Para ler mais acesse: Campos 24 horas

Fonte: Campos 24 horas

Nenhum comentário:

Postar um comentário