"A logística reversa é processo de planejamento, implementação e controle do fluxo dos resíduos de pós-consumo e pós-venda e seu fluxo de informação do ponto de consumo até o ponto de origem, com o objetivo de recuperar valor ou realizar um descarte adequado. Desta forma, contribuindo para a consolidação do conceito de sustentabilidade no ambiente empresarial, apoiada nos conceitos de desenvolvimento ambiental, social e econômico. " (Patricia Guarnieri)



Crédito da imagem: jscreationzs / FreeDigitalPhotos.net

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Apoio aos veículos elétricos

Devem os governos apoiar a produção e a venda de veículos elétricos? Carlos Ghosn disse que sim, ao falar sobre a “Diversidade e o Futuro do Transporte Sustentável” em evento ocorrido na última segunda-feira, 6 de setembro, e publicado pelo Gulfnews.com
Para Ghosh, presidente da Renault e da Nissan, os governos mundiais devem apoiar o desenvolvimento de carros elétricos através de incentivos para a compra desses veículos, apoiando assim a economia de escala a fim de permitir que os fabricantes reduzam os custos de produção ao nível de veículos a gasolina e diesel.
Ghosn revelou que em 2020 cerca de 80 milhões de carros deverão ser vendidos globalmente, dos quais 8 milhões (10%) serão carros elétricos. Disse ainda, que a tecnologia de produção dos veículos elétricos e das baterias está evoluindo rapidamente e os custos de produção caindo. “A Nissan tem mais de 60 parcerias em todo o mundo para vender seus carros elétricos”, revelou.
Hawaii formaliza parceria para uso do carro elétrico – Aliás, nesta última semana, o governo do Hawaii formalizou acordo de parceria com a Nissan, na América do Norte, para promover a utilização de veículos elétricos e infraestrutura para sua utilização.
A parceria foi anunciada em uma conferência de imprensa na Ásia-Pacífico Clean Energy Summit e Expo, que começou terça-feira, no Hawaii Convention Center e foi divulgado na sexta-feira, dia de setembro, pelo Pacific Business News.
Pelo acordo, a Nissan e o estado do Hawaii desenvolveram planos para promover a infra-estrutura de suporte, como por exemplo, a implantação e manutenção da rede de carregamento das baterias dos veículos elétricos. O governo haitiano deverá adotar o Leaf (modelo elétrico da Nissan) em sua frota.
E o Brasil se prepara para produzir mais energia limpa – Enquanto isso, usinas eólicas devem quintuplicar a capacidade instalada no Brasil até 2013, é o que prevê o presidente da Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica), Ricardo de Maya Simões (publicado em 4/9/2010 em http://www.brasilalemanha.com.br).
Daí, mais um motivo para o governo brasileiro regulamentar e incentivar a venda de carros elétricos no país. Eventos de grandes envergaduras, como a Copa do Mundo de Futebol e as Olimpíadas, estão próximos e poderíamos dar bons exemplos ao mundo transportando, por exemplo, as delegações e autoridades em carros elétricos, não é mesmo?

Por: Por Evaldo Costa
Fonte: http://www.ambienteenergia.com.br/wp-content/uploads/2010/09/carrro-eletrico2.jpg

Nenhum comentário:

Postar um comentário